ADUNISINOS

Associação dos Docentes da Unisinos

Adunisinos existe desde 14 de outubro 1978, quando foi fundada por colegas que se preocuparam em abrir caminhos ao diálogo, à negociação e à democracia dentro da Unisinos.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

RENOVAÇÃO DO PLANO DE CARREIRA DOCENTE UNISINOS - 2011!

Deu-se inicio às discussões sobre a renovação do Plano de Carreira Docente UNISINOS 2011, a primeira reunião aconteceu no último dia 19 de maio de 2011 as 18 horas na sede da ADUNISINOS. 
Colabore você também com as discussões, deixando aqui sua opinião e sugestões!

6 comentários:

  1. Bom era o tempo que professor de sala de aula era valorizado! Estamos cheios de planos de carreira inatingíveis e que só beneficiam a empresa, pois nunca ninguém consegue melhorar o seu padrão. Queremos um plano de acordo com a realidade de professor de sala de aula! Já!

    ResponderExcluir
  2. Encontrar formas de valorizar os docentes horistas, suas participações em eventos, congressos, orientações de TCC, etc.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo disse...

    A partir da reunião realizada na sede da associação a continuidade do debate remete a como inserir no Plano de Carreira uma valorização do professor dedicada à sala de aula. O plano de carreira está aí para ser tangível ou para que os docentes vejam nele um espelho do seu futuro na carreira universitária. Por isto precisamos trocar mais idéias e olhar o plano vigente para
    objetivar esta proposição onde e como. A presença na mesa de negociação requer que nossa idéia aponta a forma de se operacionalizar alterando tais e quais aspectos do que está formulado. Isto é, a demanda precisa se especificada para não entregar na mão da
    universidade o detalhamento. Para encontrar formas de valorizar os docentes horistas precisamos apontar dentro da lógica do plano o que e onde alterar para que as
    participações em eventos conte pontos e quantos, os congressos e debates na instituição e fora dela, a organização de eventos na universidade mesmo que seja somente para os alunos, as orientações de TCC pontuam onde e quanto, entre outros aspectos a dimensionar. Ora, isto requer olhar o plano e apontar as mudanças almejadas.
    Prof. Aloísio

    ResponderExcluir
  4. Nós não podemos ter uma produção científica a altura para competir com outros porque sempre estamos em sala de aula. Quando nossa produção científica será reconhecida? Mais, quando poderemos ter uma produção científica decente? Sala de aula não é produção científica!! Aonde vamos acabar? Um plano de carreira que não dê chance ao horista de ter produção científica não é digno de ser assinado pelos professores!

    ResponderExcluir
  5. Sugestões de critérios para o plano de carreira. Estes critérios visam privilegiar a docência.

    1 - tcc (atualmente 10 TCCs resultam 1 ponto) . Diminuir este nº de TCCs;
    2 - aulas ministradas em curso de extensão;
    3 - aulas ministradas em curso de especialização;
    4 - monografias orientadas (Cursos de especialização)
    5 - Capacitação docente que acontece no início de cada semestre;
    6 - participação em congressos;
    7 - participação em comissões, editais, etc. dentro da Unisinos

    ResponderExcluir
  6. Penso que a percepção e interesses de quem está entrando e de quem já tem muitos anos Unisinos (mais de 15 anos) são bem diferentes. Vejo que o plano atual não é justo com os mais antigos porque não contempla a experiência; os esforços destes nos tempos difíceis; a versatilidade e readapatação aos novos tempos; enfim o comprometimento com a Instituição. Quanto aos novos, se entram aceitando as condições propostas pela Instituição, é porque ainda percebem como vantajoso fazer constar no seu CV o nome da Unisinos.
    Vejamos o que acontecerá com estes "novos" daqui há 10 ou 15 anos (talvez bem menos tempo do que isto) e como ficará a rotatividade de professores. A Gestão de Pessoas não pode administrar sem visão em perspectiva e muito menos ancorada apenas nas questões econômicas. Não se quiser ter excelência acadêmica! Por isso o Plano de Carreira, como outras ações desta área deveriam ser revistos.

    ResponderExcluir